Escola para maridos

Esse é o nome de um programa que estreia hoje pelo canal a cabo Fox Life.

Imagina isso... Escola para maridos.

Este post não pretende ser um julgamento ou crítica à um programa que nem foi ao ar ainda.

Mas, uma reflexão de uma mente borbulhante.

Sempre que tenho oportunidade eu exalto José Vicente da Silva, meu pai. José é um exemplo de esposo e pai. Claro que temos muitos homens que também são exemplos e eu tive a graça de nascer no berço de um deles.

Ao contrário desses homens que são exemplos para a formação de uma família, exemplos na educação de seus filhos, exemplos na fidelidade e atenção ao que um lar necessita, encontramos outros perfis. Perfis machistas, autoritários, violentos.

Nos diálogos com amigas solteiras e casadas, por vezes, pensamos sobre o comportamento de alguns homens que convivem conosco enquanto namorados e/ou amigos. E também no comportamento de tantos homens famosos ou que ficam conhecidos por uma atitude, seja ela qual for.

E uma coisa que eu penso é que talvez alguns homens não estão preparados para lidar com a autonomia e independência das mulheres.

Não estou dizendo que não concordo com a ação e postura do homem (no caso de  hétero sexuais) que assuma seu papel dentro do relacionamento. Na verdade é isso que eu penso que deve acontecer. Mas não com uma mentalidade de se auto denominar superior, mais inteligente, com mais direitos. Não aqueles que pensam que a mulher tem que ser do jeito que ele quiser, usar as roupas que ele deixar, dizer as cores de esmaltes e batons que podem ou não podem. Isso não, meus caros.

Você pode não concordar com isso que escrevi e até apresentar outros caminhos para meus pensamentos.

Mas fico aqui pensando nesse programa... Escola para maridos que estreia hoje aqui no Brasil, mas já faz muito sucesso em outros países.

O que motiva esse tema?








2 comentários:

Nadine Granad disse...

É tão bom ler suas postagens!...

Não sei quanto ao programa, mas certamente a escola somente A VIDA ;-)

Beijos =)

Pedro Coimbra disse...

O rapaz que era explicador da minha filha mais velha fez um curso, certificado, que ensinava a cuidar de bebés nos primeiros dias de vida e dos cuidados pós-parto.
São cursos que são já vulgares no Japão, por exemplo.

<< >>