Páginas

31 maio 2019

Maternidade.

Texto postado no Casulo Escrita.


Quando eu era criança eu tinha os meus filhos. Aquelas bonecas com o corpo de pano e braços, pernas e cabeça de borracha. Eram os “bebezinhos”. Eram brancos, pois ainda não existiam as bonecas negras. Eram meus filhos. Eu saía com eles de casa, levava pra passear na casa da minha avó. O bebezinho ia embrulhado num cobertor de bebê. Minha avó fazia roupinhas para o bebezinho. Era uma gostosura aquela vida, aquele filho. Lembro-me que tive dificuldade de desapegar da boneca velho com o corpo rasgado.

O tempo foi passando.

Lembro-me que, na adolescência, nas primeiras menstruações, a minha mãe alertava quanto ao perigo de ter bebês de verdade. Os alertas eram quase ameaças: “Ai de você aparecer grávida aqui em casa”.

O tempo foi passando.

Não fui mãe na adolescência.

Não fui mãe na juventude.

Já estou na vida adulta, já passei dos 30, e não sou mãe.

Talvez pelo fato de não ter começado a namorar tão cedo, ou pelo fato de não ter me sentido segura com nenhum dos namorados que eu tive, “ser mãe” não foi um sino na minha mente. Eu penso que, para ter um filho (na minha opinião e na minha vida) é necessário segurança e comprometimento também do companheiro. Ter um filho é uma responsabilidade imensa, é abrir mão de muitas coisas, é viver correrias, sofrimentos. E para mim, isso seria possível se o companheiro estivesse 100% comprometido comigo e com o bebê. Mas a minha vida amorosa na adolescência e vida adulta não me fizeram sonhar em ter filhos.

O tempo continua passando.

A médica ginecologista, que é muito atenciosa comigo, me orienta quanto ao tempo que tenho para ter filho, para ter filhos. Eu agradeço as orientações da médica, mas não vejo a maternidade tão próxima de mim.

Penso, acredito e vivo (atualmente), nas infinitas possibilidades de ser uma mulher realizada e completa, mesmo sem ter gerado um filho, mesmo sem saber que se quero gerar um filho, mesmo sem saber se posso gerar um filho.

Pode ser que amanhã eu pense diferente disso e queira ardentemente ter um filho gerado em mim.

AnaVi

23 maio 2019

Tô confusa !




Tô confusa diante desta foto. 

O que aprendi e aprendo com Maria, a Mãe de Jesus e discípula dele, nada tem a ver com as propostas e postura do presidente do Brasil, este que não elegi. 


Aos que tiverem interesse, sugiro a leitura deste texto, de Frei Ildo Perondi



25 abril 2019

A Páscoa por aqui.

Um dos motivos da minha ausência deste blog são as encomendas de bolos, biscoitos e brigadeiros. 

Segue um pouco do nosso trabalho na Páscoa 
















26 fevereiro 2019

Meus primeiros biscoitos decorados

Dia desses eu postei aqui sobre o curso de biscoitos decorados que eu fiz.

Hoje trago as fotos dos meus primeiros biscoitos.

Segundos na verdade... porque os primeiros não ficaram tão bonitos quanto esses .








Quem quiser dicas sobre biscoitos decorados podem clicar aqui.















Biscoitos que podem ser servidos e entregues nas cerimônias religiosas como: Primeira Eucaristia, Batismo, Crisma...

22 fevereiro 2019

Casulo Escrita - Coragem



Casulo é um grupo de mulheres que expressam suas poéticas através das palavras e que, sobretudo, se auxiliam enquanto se constroem escritoras.


Hoje tem um texto meu lá:

Clique aqui para ler:





19 fevereiro 2019

Doce com damasco



Fiz esse brigadeiro com damasco.

Ele entra na categoria de doces finos para casamentos e coquetéis. 


O Brigadeiro: 

1 lata de leite condensado (geralmente uso moça ou itambé) 
100 gr de coco ralado

Só isso. Não uso manteiga nos meus brigadeiros. 

Depois de frio, enrolar os brigadeiros e passar no açucar cristal. 


O Damasco:

Pegar o damasco e abri-lo com uma faca de serrinha.

Acomodar o brigadeiro dentro do damasco. 

Nessa foto eu usei essa forminha estilo pétala, mas também já coloquei na forminha comum, de papel. Forminha número 4. Ficou muito bonito. 

Tenho observado uma tendência de colocar doces só numa bandeja, sem nenhuma forminha. Esse doce de damasco dá pra fazer isso, fica com um visual bonito também. 


Uma opção de doce 0 açúcar.

Com o damasco, temos a opção de oferecer um doce sem açúcar, para diabéticos ou pra quem está fazendo dieta.

Abrir o damasco da mesma forma e colocar uma colherzinha de pasta de amendoim. Por cima eu joguei o amendoim triturado. 

Esse eu ainda não tirei foto. Mas assim que eu fizer eu trago aqui para mostrar pra vocês. 


...

Você também costuma fazer doces?
Gosta de damasco?
Partilhe comigo sua experiência sobre os doces.

...

Divulgamos e comercializamos nossos doces na "Divino Brigadeiro JF". Site. Instagram


18 fevereiro 2019

Biscoitos decorados

O ano começou com tristezas e tragédias.

Eu faço parte do grupo de pessoas que buscam cultivar a esperança e a coragem dentro de si.

Sigo nessa caminhada.

Uma das coisas que me fez muito bem nesse início de ano foi o curso de biscoitos decorados que eu fiz aqui na minha cidade.

Eu amo a parte da confeitaria, os que me seguem por aqui sabem disso. Nesta tag tem várias postagens dos bolos, brigadeiros... e agora também teremos os biscoitos.


Comecei treinando a coordenação motora para trabalhar com o glacê real. 





 Fiquei apaixonada por cada processo para que o biscoito seja perfeito...

A massa do biscoito amanteigado... as decorações... tudo é muito lindo...








Eu fiz o curso com a Nicole, que é um amor de pessoa, muito atenciosa e dedicada ao aprendizado das alunas, durante o curso. 


E você? Já comeu biscoitos amanteigados decorados? 
Gosta desse tipo de guloseima na confeitaria?

Sigamos em frente, adoçando o mundo com a nossa vida!

Até mais. 

AnaVi.