Páginas

04 março 2013

O que é tristeza para você?






O título desta postagem também é o tema de um projeto em que alguns artistas revelam suas perspectivas sobre o tema tristeza. 


Dentre esses artistas está Hélio Leites. 

Gostei de suas perspectivas.

“…tristeza num certo sentido até que ela é boa, ela faz você ver outras coisas que a alegria não deixa ver…” (Hélio Leites)




Hélio Leites relata que trabalha fazendo artesanato e o seu emprego é um diálogo com a humanidade. Trabalha em uma banca, por onde passam homens e mulheres, às vezes tristes ou desempregados. Vendo isso Hélio percebe a necessidade de cada uma dessas pessoas.



Conta uma conversa com um homem desempregado:

Hélio: Quem está desempregado está procurando serviço no lugar errado.

Homem desempregado: Onde a gente tem que procurar?

Hélio: Dentro da gente! Quando a gente vai procurar o que fazer dentro da gente, acontece uma coisa incrível: a gente sempre acaba fazendo o que a gente gosta. 

Ainda não conheço bem a história de Hélio. Apenas vi esse seu vídeo e sua participação nesse projeto.
Mas ele é um tipo de gente que eu gosto, que me atrai. Gente que pega a tristeza, o problema, ou qualquer dificuldade que seja, revira aquilo e faz disso uma arte, algo belo.

Também concordo quando ele diz que, de certa forma a tristeza é boa sim... 

Claro que não estou dizendo que devemos buscar viver a tristeza. Mas, ela faz parte de nossa vida, de nosso cotidiano. Gostei desse projeto pelo fato dele mostrar "a beleza" da tristeza.

Enfim...

Esse e outros vídeos com outras histórias fazem parte de um outro projeto: Thomas Tristonho. Também falando sobre a tristeza. Como lidar com as fragilidades em nossa vida.

Recomendo os vídeos e leituras...

Ana Virgínia





7 comentários:

Cintia Dias disse...


Oi Ana...estou de volta a Blogsfera!
Gostei muito do tema da sua apostagem de hoje e do projeto que nos foi apresentado.
Hoje me fizeram uma pergunta ao contrário dessa sua...me perguntaram se o meu status era sempre Felicidade...eu respondi que sou Feliz mas que me permito momentos de tristeza, pois não considero que a vida para ser bela, tenha que ser 24hrs com sorriso estampado no rosto! A Felicidade não tem que ser mostrada para os outros tem que ser vivida intensamente por nós!
A tristeza por algumas vezes é bem vinda para darmos mais valor ainda a felicidade, as pessoas e a nossa vida como um todo!!
Tenha uma linda semana
Obrigada pela indicação dos vídeos e da leitura...

Beijinhos...
Cintia
http://re-construindoumavida.blogspot.com/

Alê Biet disse...

Oi Ana!
Perfeito seu post! Adorei!
“…tristeza num certo sentido até que ela é boa, ela faz você ver outras coisas que a alegria não deixa ver…” (Hélio Leites)

Beijos!

Ana Paula disse...

Estamos num tempo em que não lugar para a tristeza. Existe uma obrigação em sermos felizes 100% do tempo.
A frase que a Alê destacou é perfeita.
A tristeza é necessária.
Bj

Dani ♡ disse...

"Felicidade, quando passa, dói.
Tristeza, quando dói, passa.
É tudo uma questão de tempo."

(Sarah Westphal)

Muito bem lembrado das nossas tristezas. Precisamos delas para superarmos.

beijos!

Anônimo disse...

Ana Virgínia, eu acredito que temos muito medo da tristeza, temos muita vergonha de nossas fragilidades, somos excessivamente orgulhosos para pedir ajudas e achamos que estamos incomodando quando não estamos bem.
É difícil atravessar essa ponte, entender tudo isso e agir de forma bem simples e natural.
O que o Hélio Leites faz, com sabedoria, é abrir o coração das pessoas e retirar esses medos éticos que temos. Ensina a gente conviver e aprender com isso.
Adorei essa postagem e gostaria muito de fazer o que o Hélio faz. Sei que é só querer fazer, e pronto. Enquanto isso vou tomando vitaminas psicológicas para virar o meu barco.
AnaVi merece um beijo pela postagem

Manoel

Tina Bau Couto disse...

Esse projeto, vídeos, depoimentos, são fantásticos
A tristeza é uma parte da nossa alegria penso eu.

Uma feliz semana para vc :)

Letícia disse...

Que postagem mais profunda! Me apaixonei pelo Hélio, pelo projeto e pelos outros artistas envolvidos!
Acho belíssimo quando conseguimos transformar, criar, inovar. E quando fazemos isso a partir dos nossos sentimentos, é mais maravilhoso ainda!
Transformar a tristeza em algo bom, em arte, em poesia e esperança é algo simplesmente divino!

Mais uma vez, obrigada pelo lindo blog!!!