Blogagem Coletiva - Saudade








"De ti tudo me faz falta.
Menos a saudade.
Essa não me faz falta nenhuma"



Ah. 
Blogagem  coletiva para falar de saudade. 


Eu passaria o mês inteiro falando sobre a saudade de cada dia.
Tenho facilidade e sensibilidade para falar sobre isso e também para escutar sobre isso.

Talvez sejam as circunstâncias de nossa vida que nos deixam mais sensíveis a determinados assuntos.

A criação deste blog foi uma para eu tentar falar da minha saudade.
 Da saudade absurda que sinto do meu pai.
Hoje leio as primeiras postagens que fiz aqui e vejo como eu lidava com a saudade naqueles dias.
Uma saudade mais dolorosa.

Quatro anos depois a saudade ainda existe. 
Por vezes intensa.
Por vezes serena.
Por vezes com sorrisos.
Por vezes com lágrimas.


É assim que vivo com a tal da saudade.


Claro que minha saudade não é só referente à pessoa de meu pai. 

Tem aquela saudade do amigo que mora longe.
De conversar com pessoas especiais.
De alguma comida.
De uma época.
Da infância.



9 comentários:

Ana Paula disse...

A tua sensibilidade a gente percebe em cada palavra aqui colocada.
Com lágrimas, com sorrisos, assim a saudade chega...
Amei te ler, amei de ver pequenina no jardim da tua infância!
Beijo!

✿ chica disse...

Saudades fortes que se misturam... A do pai, a dos amigos e momentos!Linda participação! bjs, chica

Pandora disse...

Temos o mesmo tipo de sentimento em relação as coisas que se foram... Saudades de comida, de uma época, da infância... das pessoas amadas que se foram, daquilo que não se encontra mais... Por vezes eu choro, mas também me pego rindo... me pego agradecendo por ter tido a chance de viver aqueles momentos, especialmente quando encontro pessoas que parecem não ter do que sentir saudades...

Tina Bau Couto disse...

Sentimos iguais saudades
Sentimos a saudade
E isso para mim é amor

Lindo post
Linda vc amiga
Por fora e por dentro
Um dia um abraço nosso e a saudade que vai deixar

Mi F. Colmán disse...

Oi Ana Virginia!
Adorei a primeira frase do teu post.
Não imaginei ao entrar aqui que o blog era na verdade uma espécie de memorial de uma filha cujo pai partiu.
Muito lindo da tua parte fazer homenagens a ele, mas imagino o quanto deva ser sofrido também. A dor do luto passa por várias etapas, mas não passa. :/
Das saudades, penso que seja a pior.
Bela participação!
Beijos.

Rivotril com Coca-Cola

Adriana Balreira disse...

Saudades! Que coisa dificil de escrever. Também passaria um mês só falando nisso. Tanta saudades!
Beijos
Adriana

Luma Rosa disse...

Oi, Ana Virgínia!
“Saudade: presença dos ausentes.” (Olavo Bilac)
Falar de saudade é contar uma vida. Saudade é tudo o que já nos ocorreu...
Beijus,

Coisas da Lívia disse...

Nossa ando tão pensativa a respeito da saudade...o tempo passa as pessoas mudam, as coisas mudam e o que apenas fica é ela a saudade de tudo que se foi!!!

Beijocas

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Ana Virgínia
Um post cheio de ternura pra passar a mensagem de saudade...
Bjm fraterno

<< >>