Sobre a exposição

Dias atrás falei sobre a exposição fotográfica que participei, no mês da consciência negra.

A noite foi bela, foi rica.

A Professora Cecy Barbosa Campos fez uma linda apresentação da vida e trajetória de Abdias Nascimento, que é um referencial quando o assunto é a luta pela igualdade racial. Esse ativista nos deixou um legado de lutas pelo povo afrodescendente no Brasil.
Para conhecer mais sobre Abdias Nascimento clique aqui.






Em seguida, tivemos a maravilhosa apresentação do "Batuque Afro-Brasileiro Nelson Silva", que é um dos maiores representantes da cultura afrodescendente em Juiz de Fora. Nelson Silva foi compositor e ritmista que defendeu a temática negra em busca de liberdade e igualdade.

Por meio do decreto nº 9.085, de 15 de janeiro de 2007, o grupo foi registrado como Bem Imaterial pelo valor histórico e cultural que envolve sua tradição divulgando a cultura negra através de suas composições, suas letras, seu cantos, seus lamentos, suas raízes e suas danças.






O projeto do Varal Fotográfico contemplou mulher afrodescendente que tem cada vez mais assumido seus traços, seu corpo, seu cabelo, sua essência. Elas reconhecem sua beleza, sua capacidade de atuar em áreas que não são somente o serviço doméstico e serviçal, também a capacidade de atuar dentro das faculdades, dialogar e transformar atitudes que possam ser preconceituosas.


Para conhecer a apresentação do projeto, clique aqui. 








Foi assim.
Rica e bela a nossa noite.

Agradeço a todos que ajudaram e incentivaram.
Agradeço também aos que comentaram no post anterior solicitando notícias do evento.

Até mais.
AnaVi


1 comentários:

Jussara Neves Rezende disse...

Obrigada pela postagem, AnaVi! Deve ter sido mesmo uma linda noite.
Ter consciência da própria raiz é o meio mais eficaz para acontecer a flor.
Feliz Natal e um novo ano cheio de bênçãos!
Abraço!

<< >>